Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
Petição - Prova de Ingresso na Carreira Docente

Assunto: Petição - Prova de Ingresso na Carreira Docente

 

Assinem e passem! Não queremos fazer prova nenhuma.

http://www.petitiononline.com/cadoc12/petition.html

Recebi este e-mail, e resolvi publicar aqui no meu blog.



publicado por Suaveneno às 14:31
link do post | comentar | favorito

CONTESTAÇÃO SURGE DE ONDE MENOS SE ESPERA...

CONTESTAÇÃO SURGE DE ONDE MENOS SE ESPERA

RAZÕES... NÃO FALTAM, PARECE!

 

NOTÍCIA DO JORNAL PÚBLICO

 

Contestação à "arrogância" do Governo cresce no PS

 

25.01.2008, Leonete Botelho

 

Para uns, foi a reunião "mais complicada" dos últimos tempos; para outros, apenas uma reunião "viva e participada", como "é timbre do PS". Certo é que no grupo parlamentar socialista ouviram-se ontem fortes críticas à actuação do Governo, ou pelo menos de alguns sectores do executivo.

A crítica é recorrente e prende-se com a acusação de falta de diálogo entre ministros e o grupo parlamentar sobre políticas difíceis e de grande impacto público. Mas ontem, subiu de tom, com os ministros da educação e da saúde a serem acusados de falta de espírito democrático e de arrogância pela forma como lidam com os deputados e os cidadãos.

Dois dos protagonistas foram Luís Fagundes Duarte e Teresa Portugal, ambos da comissão parlamentar de educação, que na véspera tinha reunido com a ministra Maria de Lurdes Rodrigues. A reunião prendia-se com a análise de dois decretos-leis que, como instrumento legislativo do Governo, não passaram pelo Parlamento: o da avaliação dos professores (publicado) e o da gestão das escolas (em discussão pública).

Os deputados quiseram, ainda assim, analisar os dois, na medida em que têm recebido muitas contribuições e queixas de cidadãos e professores. Mas a reunião não terá corrido bem e acabou com acusações mútuas: a equipa do ministério considerou que os deputados estavam a dar voz a "professorzecos", enquanto estes lembraram os governantes de que só estavam no Governo porque existia a maioria parlamentar.

O mal-estar transbordou para a reunião da bancada depois de um vice-presidente ter feito um reparo quanto ao elevado número de declarações de voto entre os socialistas na votação da lei eleitoral autárquica. E depois de Maria de Belém ter levantado a voz contra a falta de consideração do ministro Correia de Campos pelos parlamentares. Mas também se ouviram vozes apaziguadoras. E o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, acabou por ser elogiado como um bom exemplo de articulação entre o Governo e o grupo parlamentar.

 

 

………………………..

NOTA DE IMPRENSA DA FENPROF

 

É tempo de a equipa ministerial respeitar o Professor enquanto Pessoa e enquanto Profissional!

 

Compreende-se hoje melhor a razão por que os actuais responsáveis do ME tratam os docentes com tanto desrespeito e desconsideração, bastando que tenhamos em conta o que se passou, ontem, na Assembleia da República, em reunião realizada no grupo parlamentar do PS.

Conforme se relata hoje na comunicação social, um responsável do ME terá acusado os deputados da maioria de, em relação à gestão escolar e à avaliação dos professores, estarem a defender as posições dos "professorzecos"!

 

A FENPROF repudia esta desconsideração proferida por responsáveis da actual equipa ministerial e considera que uma Ministra da Educação com dignidade apresentaria um pedido público e formal de desculpas, dirigido a todos os Professores e Educadores Portugueses.

Esta forma indigna e imprópria de um responsável do ME se dirigir aos Professores se não surpreende, pois reflecte todo o comportamento da equipa ministerial ao longo da legislatura, atinge um nível insuportável de desrespeito e desconsideração por toda uma classe profissional que a FENPROF não pode deixar passar em claro.

O Secretariado Nacional da FENPROF
25/01/2008



publicado por Suaveneno às 02:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Novembro de 2007
Medida aprovada pelo Governo
 
Associações de pais entendem que prova de ingresso para professores é forma de escolher os melhores
09.11.2007 - 12h13 Lusa
A Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap) considera que a prova de ingresso na carreira docente vai fazer uma "triagem" nos candidatos a docentes e pôr fim ao "facilitismo" no acesso à profissão.

O Governo aprovou ontem em Conselho de Ministros um decreto que define as regras da prova de acesso à carreira de professor, prevendo-se a realização de dois exames para todos os candidatos a docentes.

Em declarações à Lusa, o presidente da Confap, Albino Almeida, reconheceu que a prova não é a melhor maneira para elevar a qualidade dos docentes, mas considera que se trata de "um passo". "As provas de acesso não deviam existir, mas compreende-se porque a formação inicial dos professores não é a melhor", disse.

Na opinião de Albino Almeida, a prova "pode" vir a seleccionar os professores e permitir, dessa forma, que apenas os mais vocacionados para o ensino ingressem na carreira.

A prova de ingresso na carreira docente vem corrigir uma falha que "consistiu nos últimos anos a um certo facilitismo no acesso à profissão", referiu. "É preciso elevar esta profissão [docente] a uma categoria mais elevada", adiantou.

A Confap defende, no entanto, um modelo diferente que se traduza por uma maior exigência no acesso aos cursos superiores.

Por sua vez, as estruturas sindicais do sector da Educação consideram que a prova de ingresso na carreira docente "não faz sentido" e reafirmam que ela põe em causa a acreditação das instituições do Ensino Superior.
Depois de ler alguns dos vários comentários aqui apresentados, apenas deixo algumas questões. Será que a actual Ministra da Educação foi uma boa professora? E se fosse ela que estivesse no nosso lugar, ou tivesse uma filha professora, recém licenciada…
E se todos os membros do governo fossem propostos a exame, para ver se são excelentes governantes. 
Outra das coisas que tenho a apontar é que ao longo da minha licenciatura vi colegas a ter médias elevadas, não porque tinham aptidão e vocação para leccionar, mas sim porque usavam as famosas cábulas e à custa delas ficavam com elevadas médias.
Cheguei a ouvir uma colega dizer que tinha medo pânico de crianças, hoje tem mais de 5 anos de serviço, por isso já não é proposta a exame. (que sorte a dela…)
Já pensaram que até podemos ser os melhores professores do mundo, os melhores profissionais que perante um exame ou outro tipo de avaliação podemos passar de melhores a piores, basta os nervos a ansiedade nos traírem…
Mesmo aqueles que dizem que acham bem, ou que não estão com medo nem receio podem na hora deitar tudo a perder… Já vi alunos muito inteligentes a ficarem pelo caminho num simples exame.
Hoje tenho um curso superior, sou Professora do Ensino Básico 1º Ciclo, mas tantos colegas a quem os professores diziam que tinham muitas capacidades, que iriam longe nas suas carreiras ficaram pelo caminho…
Acho que o exame é como uma sentença de morte… tantos anos perdidos a estudar, tanto dinheiro investido e tudo é decidido numa hora… Agora pensem, dá gosto ser professor neste país? 
E se houvesse uma prova de ingresso para os pais? "Tem ou não aptidão para ter filhos e educa-los?" Se sim era bom, se não tinham que ser "castrados", podem ter certeza que ia resolver muitos dos problemas do nosso país, tais como a taxa de natalidade, o desemprego, o aborto, as filas de espera no hospital e muitas outros problemas, pois o crescimento demográfico ia diminuir.
Aos pais faço a seguinte questão e se os vossos filhos quiserem ser  professores?
A minha mãe é enfermeira, mas já chegou a dizer-me que apesar de saber que eu tenho uma profissão bonita, se fosse hoje não me deixava fazer este curso. E eu apesar de gostar muito da minha profissão, já tive momentos que pensei em fazer outra licenciatura... 
 

sinto-me: confusa...

publicado por Suaveneno às 23:14
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


posts recentes

...

Chás...

Um Anuncio que Todos devi...

Milagre?!!...

Já viram um rio passar po...

Por favor Assina... e pas...

Recebi este e-mail...

Marcha da Indignação...

Justifica-se submeter a e...

Prova de ingresso publica...

arquivos

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Julho 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

tags

todas as tags

links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds